icon-fundo-transparente.gif
Buscar
  • marcelabrum81

Durante esse isolamento social tenho percebido que se intensificou a obrigação em fazer atividade física no melhor estilo "foco, força e fé" ou " tá pago". Mulheres malhadoras de carteirinha tem passado pela nossa timeline com muito mais frequência querendo passar a mensagem que só não tem o corpo igual ao delas quem não quer, quem é preguiçosa... Isso tem gerado ainda mais angústia nas pessoas que não são lá muito chegadas a atividade física, fica um sentimento de menor valor, de fracasso. Se identificou? Então eu tenho algumas coisas para dizer pra você: 1. "Nem tudo que reluz é ouro". Já ouviu isso? Pois bem, com frequência aquelas mulheres que você considera ter o corpo "perfeito" também não gostam do que veem no espelho. Os estudos mostram que 96% das mulheres não estão satisfeitas com a sua imagem corporal, e para muitas a prática de atividade física é apenas sua pequena tortura diária na medida que a fazem como uma forma de punição: não importa se meu corpo está com dor ou se me lesionei subindo 10000 degraus de escada, só importa que estou torrando as calorias do que comi e que quando acabar a quarentena não vou ter ganhado peso. E isso, vamos combinar, esta bem longe de ser saudável. Então a comparação com quem quer que seja é a pior estratégia para se motivar a movimentar seu corpo. 2. Todo mundo sabe que mover o corpo é importante, mas poucas pessoas conseguem de fato colocar e manter o exercício físico na rotina da nossa vida normal, quando estamos vivendo um isolamento forçado então... O problema é que o foco está quase sempre na perda de peso, em quantas calorias se perdeu ou quantos músculos ganhamos e aí com tantas expectativas e cobranças fica difícil sentir prazer e sobrar espaço para diversão, né não?Para mudar isso, em primeiro lugar, descubra uma atividade que você REALMENTE goste de fazer, que lhe dê prazer e não necessariamente a que gasta mais calorias. Eu sei que as opções andam limitadas mas pesquisando na Internet você pode descobrir alguns vídeos bem legais de Yoga ou de pilates ou pessoas ensinando coreografias... Ou você pode pular corda e ficar feliz que ainda consegue fazer isso depois de tantos anos ou jogar um jogo de vídeo game com os filhos que exija movimentos ( vale até o tik tok 🤭) ou pode simplesmente dançar! Aliás, essa tem sido a minha... Santa Shakira! 😅 e é isso: escolha uma atividade que te faça sorrir, que ao final você se sinta leve e feliz! Foque em como o movimento fez seu corpo se sentir! 3.Tenha em mente que um pouco de atividade física diária pode lhe ajudar inclusive a manter sua sanidade mental durante esse período tão difícil que estamos passando na medida que liberamos endorfina, que é um hormônio do bem estar 😌 4. Assim como na mudança com relação as nossas escolhas alimentares, no exercício físico também pequenos passos são melhores que passo nenhum. Por isso cobre-se progressos não perfeição! Se você está sedentária há meses ou até mesmo anos não vai querer sair desse isolamento com uma rotina de atleta, né? Os estudos mostram que 2 horas de atividade física por semana já melhoram nossa saúde. Isso dá um pouco menos de 20 minutos por dia! Comece devagar e tente ser consistente 🤗

1 visualização0 comentário
  • Marcela Brum

Regrinha básica: Coma quando estiver com fome, NÃO coma quando não estiver com fome. Parece simples né? Mas não é… Principalmente para mulheres que já passaram por inúmeras dietas (difícil é encontrar uma que não tenha esse passado).Muitas pessoas estão tão acostumadas a ignorar a fome que nem a percebem mais e quando se dão conta já estão famintas! E claro isso faz com que comam demais. Por isso é inteligente manter seu corpo alimentado.


💬 Para quem percebe que nunca sente fome uma boa dica é não passar mais de 5 horas sem comer e ao mesmo tempo estar mais presente as sensações que se apresentam. Muitas vezes a fome está aí você só precisa ouvi-la e honrá-la! E pra quem sente fome o tempo todo?


💬 Bom… aí a dica é se aproximar de você mesmo e perceber seus pensamentos e sentimentos… Será que é fome mesmo? Ou é uma tristeza? Ou uma preocupação? Falaremos mais disso no princípio 7 mas, por hora, basta que você traga para a consciência o que de fato precisa já que a única coisa que comida realmente resolve é fome física! Também pode ser sede, é inteligente beber um copo d’água e verificar como seu corpo fica.


💬 Nota: tentar não passar mais que 5 horas sem comer é apenas uma estratégia temporária até você estar mais conectada às suas sensações e é bemmmm diferente da fatídica dieta de comer de 3 em 3 horas que faz com que você obedeça mais um relógio do que seu corpo.

8 visualizações0 comentário
  • Marcela Brum

Esse é o primeiro princípio do comer intuitivo e isso não é à toa! É praticamente impossível comer de maneira intuitiva e se reconectar com o seu corpo estando em uma dieta! Estudos mostram que dietas desregulam as sensações de fome e saciedade e aumentam os episódios de “comer emocional” o que vamos combinar é a matemática perfeita para o ganho de peso!


🌻 É sempre bom lembrar que, segundo a OMS, 95 % das pessoas que fazem dietas voltam a engordar tudo que perderam e muitas vezes até mais num curto período de tempo. Dá pra dizer que 95 % da população não tem foco, força e fé? 95% da população são de pessoas fracassadas? Não né?! Entenda que na sensação de “fracasso” toda vez que a dieta “parou” de funcionar, a responsabilidade é de quem a propôs e não de quem tentou segui-la. O fato é que se dietas dessem certo não precisaria existir outra, mas o que a gente vê é justamente o contrário, uma verdadeira avalanche de dietas com percentuais de sucesso praticamente nulos.


🌻Agora você pode estar pensando: eu faço dietas a tanto tempo que se não seguir mais um plano alimentar não sei nem o que comer! E eu posso te dizer: fique tranquila porque é possível  reaprender a ouvir seu corpo! Talvez um bom primeiro passo seja parar por alguns instantes e se perguntar: Por quanto tempo vou conseguir seguir a dieta que estou fazendo hoje? E como ficará a minha alimentação depois disso?


🌻 Lembre-se que você precisará comer até seu último dia de vida!

2 visualizações0 comentário