Qual a importância REAL você dá para a comida?


Quase 100% das minhas clientes dizem que amam comer mas quando começamos o trabalho quase a mesma proporção fala: “Marcela, eu não tenho tempo para cozinhar” ou “Não tenho nem tempo de planejar um cardápio para a minha funcionária cozinhar” ou “Não tenho tempo de ir ao mercado comprar comida então vivo de app de entrega” ou “Como qualquer coisa” ou pior: “Não tenho como reservar 20 minutos para fazer as minhas refeições com calma, geralmente engulo a comida em 5 minutos!”. É incrível esse paradoxo, não? Ao mesmo tempo que adoramos comer não reservamos um tempo mínimo da nossa vida para fazer isso com o respeito e a importância que a comida deveria ter. Por isso eu sempre digo: as vezes o que ficou demais foi a nossa vida! O nosso relacionamento truncado com a comida é só a ponta do iceberg. Rever onde empregamos o nosso tempo, quais são as nossas prioridades, quanto tempo desperdiçamos vendo coisas inúteis nas redes sociais ajuda muito nesse processo de ter uma relação mais tranquila com a comida e mais gentil com o nosso corpo. Eu bem sei que existem momentos da nossa vida que não há mesmo muito o que fazer: um novo projeto importante no trabalho, um membro da família doente... Enfim, imprevistos acontecem. O que não podemos é deixar que isso vire a nossa (maluca) rotina!